Comex 4.0: novas tecnologias nas operações 

No Comex, a tecnologia tem tornado as operações cada vez mais ágeis e otimizadas, reduzindo custos e oferecendo soluções inovadoras em toda cadeia logística. 

A integração do fluxo operacional por meio de novas tecnologias marca a chegada do Comex 4.0. Mas você sabe o que isso significa? 

Neste artigo, você vai entender o que é o Comex 4.0 e saber quais mudanças e benefícios que essa nova geração de tecnologias pode agregar às operações de exportação e importação. 

Além disso, vai saber como essa tendência também tornou mais rápida e segura a cotação e contratação de frete internacional. Quer descobrir como? Então continue a leitura. 

O que é o Comex 4.0?

Comex 4.0

Os avanços tecnológicos são responsáveis por transformar os processos em diversas áreas, e não seria diferente para o comércio exterior. 

O Comex 4.0 significa a integração de tecnologias inovadoras na realização de operações de comércio exterior. O uso do 4.0 é uma referência a chamada Indústria 4.0, expressão que relaciona a integração de sistemas de produção por meio de novas tecnologias, como:

  • Computação em nuvem;
  • Internet das coisas;
  • Blockchain.

Sobre essas tecnologias e suas respectivas funções no Comex 4.0, nós falaremos mais adiante. Mas na prática, elas impulsionam a agilidade nos processos da cadeia logística internacional.

Como funciona o Comex 4.0? 

Falar em Comex 4.0 é compreender a como a automação dos processos e a integração dos sistemas torna o fluxo logístico mais eficiente e seguro

E por meio dela, é possível aplicar novas tecnologias que permitem acelerar ainda mais as operações, como as transações financeiras via Blockchain.

Só para se ter uma ideia, já é possível automatizar processos de monitoramento de produtos, rastreio de carga, emissão de documentos e até mesmo a operação de máquinas portuárias.

 Principais ferramentas utilizadas no Comex 4.0

Como falamos anteriormente, muitos recursos da chamada Indústria 4.0 podem ser agregados às operações do comércio exterior para sua otimização. Veja abaixo as principais ferramentas utilizadas no Comex 4.0.

1. Inteligência Artificial 

Essa tecnologia permite que análises de dados possam ser realizadas por dispositivos com maior precisão. Por meio dessa tecnologia, é possível rastrear cadastros e gerar relatórios de performance, por exemplo. 

2. Big Data

Para obter informações relevantes, primeiro é necessário a obtenção de dados. Quando dados são reunidos são transformados em informações relevantes e permitem análises que possibilitam uma tomada de decisão mais assertiva

E o Big Data nada mais é do que a reunião de dados para a estruturação de informações, que no Comex podem ser utilizadas, por exemplo, para o gerenciamento otimizado das operações ou emissão de relatórios.

3. Cloud computing

Essa estrutura de dados normalmente está relacionada com a cloud computing, ou computação em nuvem. A conexão entre esses recursos permite uma maior mobilidade de dados e  mais segurança nas operações.

Isso é possível porque no lugar do armazenamento em hardware, como os antigos servidores físicos das empresas, agora é possível armazenar tudo na nuvem.

 Na prática, qualquer documentação pode ser acessada em uma base de dados remotamente, agilizando os trâmites. 

4. Blockchain

O Blockchain nada mais é do que uma base de dados, ou como dizem os especialistas, um livro-razão que registra uma série de transações por meio de códigos encadeados em formato de bloco. Esses códigos são únicos, imutáveis e descentralizados. 

Esse é o sistema por trás das moedas digitais e dos NTFs, mas no Comex, além é claro de transações financeiras, essa tecnologia permite entre outras coisas o rastreio de mercadoria e a certificação de legitimidade. 

A inserção dessas tecnologias nas operações de comércio exterior possibilita diversos benefícios para todos os envolvidos na cadeia logística. Confira a seguir alguns dos benefícios da implantação de práticas 4.0 no Comex.

Benefícios do Comex 4.0

  • Redução de custos: a automação e uso de Inteligência Artificial reduzem os erros durante os processos, o que acaba por reduzir os custos.
  • Processos mais ágeis: com dados cada vez mais precisos e verificados por meio de compartilhamento em nuvem, a burocracia é realizada com mais agilidade.
  • Mais segurança e melhoria na gestão de riscos: com dados verificados e situações de riscos mapeadas com antecedência, as etapas se tornam mais seguras e eficientes.

Além disso, a obtenção de dados e a análise de informações permitem uma melhor prospecção de clientes, uma maior transparência nas negociações e uma análise de mercado mais assertiva. 

Todos esses benefícios são possíveis por conta da interação tecnológica, não apenas entre operadores humanos e dispositivos, mas pelo encadeamento de conexão entre diversos dispositivos durante todo o processo. 

Isso é realizado por meio da chamada Internet das Coisas. Você sabe do que se trata? 

O que é a Internet das Coisas?

A Internet das Coisas, também chamada de IOT sigla referente a expressão em inglês Internet of Things, é um conceito que está relacionado à interação digital entre dispositivos por meio da internet

Essa conexão entre eles, permite que os objetos conectados reúnam e transmitam dados entre si. Esses dados possibilitam uma gestão de processos mais eficiente e um maior controle das condições em que um transporte marítimo de carga é realizado, por exemplo.

Qual o impacto do uso da IoT e outras tecnologias nas operações de Comércio Exterior?

A utilização da Internet das Coisas e das demais tecnologias aumentam a eficiência das operações de Comex e impulsiona ações estratégicas baseadas em dados.

Além disso, a automação e a otimização do gerenciamento torna mais efetivas ações de segurança nas transações e compliance tributário.

Como fazer parte dessa nova era no Comex?

A tendência é que o Comex 4.0 se amplie nos próximos anos, sendo assim é muito importante que todos envolvidos na nas operações estejam preparados para essa nova realidade. Mas como se inserir nesse novo mercado?

Antes de tudo, é necessário que as corporações implementem uma cultura organizacional pautada nas boas práticas da Indústria 4.0 e realizem investimentos em tecnologia e treinamento. 

Além disso, é importante se manter atualizado e estar atento às transformações que vão pautar o Comex nos próximos anos. 

Um novo jeito de contratar fretes internacionais

O mercado mudou e as inovações estão cada vez mais aceleradas e simplificando os processos no comércio exterior. E não poderia ser diferente com a atualização do modo de cotar e contratar fretes internacionais.

O que antes era feito por meio de uma extensa e complexa troca de e-mails, ou envolvia diversos telefonemas, hoje já é possível realizar com poucos cliques. Sabe como?

Com a Talura, a primeira plataforma de marketplace de fretes internacionais do Brasil. Por meio dela você pode encontrar as melhores ofertas de frete e realizar a contratação em poucos cliques. E tudo isso com o suporte especializado dos nossos freight experts.

Além de toda praticidade, a Talura também oferece toda segurança de ponta a ponta do processo, já que todos os agentes de cargas cadastrados na plataforma são credenciados.

Conheça nossa plataforma e tenha uma experiência no que há de mais inovador no Comex 4.0. Descubra como podemos transformar suas operações de comércio exterior  em uma experiência ágil, digital e segura

Compartilhe!

Confira estes posts também!

Conheça o Talura Bits

Obrigado! Você receberá um email para confirmar sua inscrição!

Oops! Alguma informação parece estar errada.